Skip to content

Experiências || Fiz Acupuntura pela primeira vez!

Experiências || Fiz Acupuntura pela primeira vez!

Sempre tive curiosidade em saber mais sobre medicinas ditas “alternativas”, e uma delas, que tem feedback muito positivo no geral, é a acupuntura.

Não que eu tenha problemas de saúde graves, calma. Mas tenho algo que me incomoda há algum tempo, que inclusive já foi analisado por médicos e que nunca melhorou. Há uns anos, quando ainda estava na faculdade, tive de trabalhar em part time para ajudar a pagar os estudos e trabalhei num armazém durante alguns meses. Houve alturas em que tive de carregar com caixas bem pesadas, e numa dessas situações magoei-me nas costas. Fui ao médico, fiz exames, e nunca descobriram nada nas minhas costas. Era como se não me tivesse magoado. No entanto, tive dores muito fortes nessa semana, que com o tempo foram diminuindo, mas que ficou quase como uma dor crónica, que volta e meia aparece. É uma dor na região lombar, que se manifesta mais em alturas de calor, ou quando estou parada demasiado tempo.

Eu, que agora trabalho em escritório, sentadinha praticamente todo o dia, sofro sempre um bocadinho com esta dor, que agora é muito mais ligeira do que na altura em que me magoei, mas que mói na mesma.

Ouvi falar muito bem da acupuntura para os mais diversos casos, e resolvi experimentar fazer uma primeira sessão para ver como corria. Como tal, recorri à Clínica Márcia Palma, uma clínica fantástica e que eu já conhecia, uma vez que já lá fiz outro tipo de tratamentos (massagens, etc).

A clínica é gerida pela Terapeuta Márcia Palma, especialista em Medicina Tradicional Chinesa, e um ser humano maravilhoso, que se preocupa imenso connosco, pacientes, deixando-nos o mais á vontade possível. Já a conheço há muitos anos e adoro o trabalho dela.

(Terapeuta Márcia Palma)

A sessão de acupuntura não começou sem antes fazer uma consulta com a Terapeuta, onde preenchi um questionário de saude e falámos do meu background clínico, entre outros detalhes que podiam ser importantes para o sucesso do tratamento.

O Espaço

A Clínica fica localizada na Póvoa de Santa Iria, muito pertinho da estação de comboios. Vai-se facilmente a pé até lá, desde a estação. A clínica tem várias salas, para tratamentos específicos, e a decoração é feita em tons muito neutros e suaves, com muito bom gosto. Aqui ficam algumas fotos da receção:

O tratamento

Nunca tive grande receio da questão das agulhas. Para quem não sabe, a acupunctura é um ramo da Medicina Tradicional Chinesa, que consiste no diagnóstico (igualmente baseado em ensinamentos clássicos da Medicina Tradicional Chinesa) e na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo – chamados de “Pontos de Acupuntura” ou “Acupontos”. Estes pontos distribuem-se principalmente sobre linhas chamadas “meridianos chineses” ou “canais de energia”, para obter diferentes efeitos terapêuticos conforme o caso tratado.

Quando entrei na sala onde ia ser realizada a sessão, a mesma estava super quentinha. Por isso, foi para mim bastante confortável despir, para começar a fazer o tratamento. Deitei-me de barriga para baixo numa maca daquelas onde se fazem massagens, com espaço livre para colocar o meu rosto.

O meu corpo foi desinfectado e a terapeuta mostrou-me a caixinha onde estão as agulhas esterilizadas. Abriu-as à minha frente, pelo que qualquer receio que eu tivesse nesse sentido, dissipou-se.

(Agulhas utilizadas no tratamento)

Esta experiência foi super tranquila. Na maioria das vezes em que as agulhas me foram aplicadas no corpo, senti sempre uma dor ligeira, mas sem grande desconforto. Houve uma agulha em particular que me deu uma espécie de mini choque eléctrico. Foi-me explicado que tal sensação é comum e que até é um bom sinal para o tratamento. O meu corpo reagiu de imediato à aplicação das agulhas, conforme podem ver na foto seguinte:

Tudo isto sinal de uma boa resposta do meu corpo à aplicação, segundo me explicaram.

Estive 15 minutos com as agulhas aplicadas, sempre sentido-as no corpo, mas praticamente sem dor associada. Acreditem que não é nenhum bicho de sete cabeças. Quando me retiraram as agulhas também foi tranquilo, sem desconforto de maior.

De seguida a Terapeuta Márcia aplicou-me ventosas nas costas, para ajudar no tratamento. Fez um pouco lembrar aquela ventosa que vos mostrei para a celulite, neste artigo. Senti algumas dores fortes com as ventosas, na zona onde tenho a dor. Para finalizar, a terapeuta fez-me uma massagem manual. Foi uma massagem muito técnica e específica, e que senti que me fez muito bem.

Quando acabou a massagem acabou também o tratamento (que durou cerca de 50 minutos no total, fora a consulta). Saí de lá ainda com a sensação de que tinha as agulhas nas costas, mas foi-me explicado que é uma sensação normal. Também saí de lá bastante tranquila e relaxada.

Conclusão

Gostei da experiência. Sinceramente não sei dizer-vos se vai resultar e acabar com esta minha dor nas costas de vez (provavelmente terei de fazer mais sessões). Mas, tinha curiosidade em fazer, e satisfiz a mesma! No final estava tão zen, que até fiquei com carinha de sono na foto seguinte:

E vocês, já fizerem algum tratamento do género?

Se quiserem conhecer a Clínica Márcia Palma, podem fazê-lo na seguinte morada:

Clínica Márcia Palma
Rua 1º de Dezembro, 42, 1º andar
2625 Póvoa de Santa Iria
Tel: 962 014 324
http://clinicamarciapalma.com

E claro, não se esqueçam que este tipo de tratamentos alternativos não dispensa a consulta com um especialista da vossa confiança. Por vezes são tratamentos que se acompanham mutuamente (consultas de medicina “normal”, com complemento da medicina tradicional chinesa).

Vale também a pena consultarem todos os serviços disponíveis na Clinica Márcia Palma. Pode dar-vos jeito outro tipo de tratamentos que não acupuntura. Dica: As massagens são divinais!!

NOTA: Todas as fotografias deste artigo, onde eu apareço, foram tiradas pela Marta Ferreira, do blog Armada em Turista.

Beijinho,
Lara ♥

Be First to Comment

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: