Skip to content

Viagens || Bélgica parte I: Bruges

Bélgica parte I: Bruges

Bruges Bélgica

Se me acompanharam pelas redes sociais, já sabem que há uns dias andei por terras belgas! A primeira paragem foi em Bruges, uma cidade amorosa e muito romântica.

Como chegar a Bruges?

Bruges Bélgica

Cheguei de Lisboa, num voo operado pela Ryanair, até Bruxelas. Chegando ao aeroporto de Bruxelas, podem apanhar um comboio diretamente até lá, ou até à estação central (caso estejam alojados em Bruxelas) e depois de instalados apanhar novo comboio até Bruges.

Eu optei por apanhar autocarro até ao centro de Bruxelas (e não comboio), visto que ia ficar hospedada perto da estação terminal do autocarro, e também por ser mais barato que o comboio, embora mais demorado. Cada bilhete do aeroporto ao centro custa 4,50€ e podem ser comprados nas maquinas automáticas que existem dentro e fora do aeroporto. Se comprarem no autocarro fica-vos mais caro, 6€.

No meu primeiro dia na Bélgica cheguei tarde a Bruxelas e não consegui ver grande coisa, pelo que deixei para o dia seguinte a minha visita a Bruges.

Os comboios na Bélgica

A viagem de comboio desde a estação central de Bruxelas até Bruges dura cerca de uma hora. Se optarem por viajar de comboio ao fim-de-semana, conseguem obter 50% de desconto no valor do bilhete.

Dica: Apesar de ser mais caro, viajem durante a semana, para não apanharem tantos turistas pela cidade. Bruges é a cidade mais visitada da Bélgica.

Comprei um bilhete de 10 viagens de comboio, que custa 83€ e que compensa em relação a comprar individualmente, pelo que optámos por ir durante a semana, para fugir ao turismo em massa. Além disso, este bilhete pode ser usado por mais que uma pessoa! Como viajava com o meu namorado, compensou imenso.

Ao chegar à estação de Bruges…

Bruges Bélgica

…demoramos cerca de 10 minutos a pé a chegar à cidade propriamente dita. O caminho que optámos percorrer era lindíssimo: um parque enorme, carregado de cores de Outono.

A cidade apresenta-se com traços bastante antigos, medievais. É super charmosa! E sinceramente, acho que os tons outonais ainda lhe deram um toque mais especial. Acho que as minhas fotos falam por si 🙂

O que fazer em Bruges?

Bruges Bélgica
Bruges guia
Basilica of the Holy Blood

Encontram pela cidade vários museus (que optámos por não visitar, porque não é a nossa onda), igrejas, muitos recantos giros com natureza (lagos, patos, cisnes, árvores…) lojas giras com produtos belgas e muito boa comida de rua. Mas acima de tudo, a arquitetura, que é de cortar a respiração.

Bruges guia
Campanário de Bruges
Bruges guia
Bruges guia
Bruges viagem
Bruges é linda!

A cidade está repleta de canais, o que faz os passeios a pé ainda mais incríveis, porque há paisagens fantásticas:

Bruges viagem
Bruges viagem
Bruges viagem
Bruges Bélgica
Bruges guia
Bruges viagem
Bruges Bélgica
Bruges guia
Bruges viagem

Se se afastarem um pouco do centro, podem visitar os Moinhos de Bruges, e conhecer um pouco mais da vida da cidade, fora do turismo massivo:

moinhos
moinhos

E lá perto dos moinhos, encontram esta parede incrível com cores outonais:

bruges moinhos
Bruges Bélgica

Achei os parques da cidade incríveis. Os belgas gostam de apanhar sol, então têm sempre cadeirinhas espalhadas pela relva, para se sentarem e apreciarem o sol. E eu aproveitei!

Bruges Bélgica
A aproveitar o solinho!

Onde comer em Bruges?

Já vos mostrei o waffle delicioso que comi a meio da manhã? Não? Aqui está ele:

Bruges onde comer
Delicioso waffle com chocolate negro belga no quiosque Chez Albert!

Para o almoço, comi uma espécie de brunch num café LINDO que se vocês forem amantes de livros, vão amar: Books & Brunch.

Bruges onde comer

Este café além de ter imensos livros para nos deliciarmos (há exemplares em inglês) serve comida deliciosa, de conforto, e tem uma decoração maravilhosa. Apaixonei-me perdidamente por este café, adorava encontrar um cantinho destes por Lisboa!

Bruges onde comer
Bruges onde comer

Apesar de eu recomendar que passem um dia inteiro em Bruges (para terem tempo de ver museus, etc) eu fiquei apenas até à hora de almoço, por isso não tenho mais recomendações em termos gastronómicos.

No próximo artigo vou mostrar-vos a segunda cidade que visitei na Bélgica: Gent!

PS: Se estiverem a gostar de ler estes meus artigos sobre viagens, recomendo-vos que leiam o meu artigo sobre Amsterdão, aqui e aqui. É uma cidade mágica!

______________________
Se gostaram de ler este artigo e querem ficar a par de todas as novidades aqui no blog, podem subscrever o blog por e-mail na barra lateral direita, e/ou seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook.

Beijinho,
Lara ♥

Be First to Comment

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: