Skip to content

A minha viagem a BERLIM || Parte II

A minha viagem a BERLIM || Parte II

Hoje estou de volta com novo artigo sobre Berlim, essa cidade que me encantou! Se bem se recordam, já vos comecei a dar dicas para visitarem a cidade neste artigo. Hoje trago-vos a segunda parte, novamente dividida por dias, para que possam ter uma ideia de como programar os vossos dias quando visitarem esta bela cidade alemã.

Dia 2 – Segunda-feira

Começámos o dia a passear um pouco mais perto do centro, junto ao memorial do Muro de Berlim. Vale muito a pena perder algum tempo nesta zona (que se prolonga por uns bons metros) para ouvir e ver os testemunhos que estão espalhados por todo o percurso. Alguns testemunhos são impressionantes, e sente-se uma enorme dor ao ouvir as pessoas contarem tudo o que passaram na altura.

Alguns factos interessantes são também explicados, como o que foi mandado abaixo na cidade para construir o muro, entre outras coisas. Imaginem que até cemitérios foram destruídos devido à construção do muro…

Morada do memorial: Bernauer Str. 111, 13355 Berlin

De seguida, fomos em direção à “ilha dos museus“, um local de Berlim bastante agradável e onde se reunem imensos museus diferentes. Se gostarem de Museus, e quiserem visitar todos (ou quase), provavelmente poderão deixar um dia inteiro só para os visitar aqui nesta ilha.

Eu confesso que só vou a museus que de facto me dizem alguma coisa. Por exemplo, nesta viagem não fui a praticamente nenhum, mas em Frankfurt visitei imensos! Tanto numa como noutra cidade existe um cartão especial para visitar os museus, que torna-se muito mais barato do que comprar bilhetes individuais. Vejam aqui todos os pormenores do cartão em Berlim.

Morada da Ilha dos Museus: Bodestraße 1, 10178 Berlin

Depois de visitar a ilha, estava na hora de almoçar, e escolhemos um Mexicano simpático (um pouco ao estilo fast food, mas com comida maravilhosa, garanto-vos). Pedi um burrito bowl! Em vez de ser o tradicional burrito enrolado, os elementos vinham descompostos numa taça enorme. Adorei a experiência, e tenho pena que não exista cá esse conceito!

Chama-se Viva Dolores e fica na seguinte morada: Rosa-Luxemburg-Straße 7, 10178 Berlin.

Já com o estômago reconfortado, fomos em direção à Berliner Dom:


Além de ser linda, todo o espaço à sua volta é fantástico, e perfeito para relaxar um pouco.

Morada da Berliner Dom: Am Lustgarten, 10178 Berlin

E já agora, mesmo ao lado temos o Altes Museum:

O passeio continuou, até ruas bem giras, mais precisamente Nikolaiviertel, um bairro com arquitectura mais antiga, estradas de pedra, grafittis giros, etc:

Vale muito a pena passar neste bairro, se gostarem deste tipo de arquitectura e de street art. Até foi aqui que fotografei um dos outfits de Berlim, que podem ver neste artigo.

Morada: Propststr. 8 10178 Berlin

Ainda passámos na praça onde está situada uma torre de TV enorme! Vejam:

Morada: Panoramastraße 1A, 10178 Berlin

O calor neste dia era imenso e decidimos passar o resto da tarde na piscina que vos falei na primeira parte deste artigo. Soube que nem ginjas!

E para jantar?

Depois de passarmos a tarde na piscina, fomos trocar de roupa ao Hostel e procurámos um restaurante para jantar lá por perto. Acabámos por encontrar um italiano “tasca” muito barato, com comida honesta e saborosa. Chama-se Monte Cristo. Nada fancy, super simples, barato e bem servido. Pedi uma salada caprese de entrada, e uma pasta simples, com molho de queijo gorgonzola, e gostei muito!  O tiramisu que pedi de sobremesa não era nada de especial, mas a refeição foi muito barata e saborosa, compensou a sobremesa ser mais fraquinha.

Morada do restaurante: Flughafenstr. 18, 12053 Berlin

Depois de jantarmos, fomos a um dos bares mais badalados de Berlim: Klunkerkranich. É um bar situado no rooftop de um centro comercial, e para lá entrarem têm de ir pelo acesso que existe no estacionamento, num dos pisos.

O bar é enorme, tem uma vista bem gira da cidade, e é perfeito para ver o por-do-sol. Chegámos lá meia hora antes do sol se por, e foi bem giro! Paga-se um valor para entrar (julgo serem 4€, já não me recordo) e convém irem cedo, para não ficarem à porta à espera que o espaço esteja menos cheio. Lá dentro está-se muito bem, a organização não deixa que encha demasiado, mas isso leva a que sejam feitas filas enormes à porta, a partir de certa hora.

Assim que pedirem uma bebida, vão pagar um extra (1€) pela “tara” e vão vos dar uma ficha para no final da noite devolverem, juntamente com o vosso copo ou garrafa. Isto faz com que a utilização do espaço seja mais responsável, e não haja nada partido por lá, ou simplesmente esquecido. Acho a ideia fantástica.

Morada: Karl-Marx-Straße 66, 12043 Berlin

Este foi o final do meu segundo dia em Berlim! No próximo artigo vou contar-vos tudo sobre o terceiro, fiquem atentos!

Podem ler a primeira parte aqui.

Beijinhos,
Lara ♥

2 Comments

  1. Sónia Sónia

    As fotografias são tão giras 🙂

    • ilovegirlythings ilovegirlythings

      Obrigada 😊 😘

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: